APFN - Associação Portuguesa de Famílias Numerosas 

  Comunicado

  ONU falou e disse... asneira!

 
O departamento de assuntos económicos e sociais das Nações Unidas divulgou um documento em que estima que, em 2300, a população de Portugal vai ficar reduzida a 8.302.000!

Esta estimativa baseia-se no "cenário médio", na hipótese de a taxa de fertilidade ser de duas crianças por mulher, podendo alterar-se com a variação desta.

Para além de todos nós estarmos tão preocupados com o que vai acontecer em 2300 como os sobreviventes do terramoto de 1755 estavam com a população portuguesa no século XXI, este relatório confirma a enorme incompetência por parte dos "técnicos" da ONU que recebem o seu ordenado a fazer estudos sobre a população que são, permanentemente, hiper-inflacionados, como a realidade tem vindo a demonstrar.

De facto, onde é que foram inventar um número médio de 2 crianças por mulher, num país que envelhece a olhos vistos por, desde 1982, ter um índice sintético de fecundidade inferior a esse valor e que, nos últimos 10 anos, varia entre 1.4 e 1.5?

Bastava consultarem o site do INE, nomeadamente o último estudo sobre previsão do envelhecimento populacional, para verificarem que esse número não vai ser atingido daqui a 300 anos, mas dentro de menos de 50!

Por outro lado, e baseado nos mesmos erros, estimam para 2010 o início do saldo natural negativo (maior número de caixões do que de berços), quando, na realidade, isso se vai dar dentro de 2 a 3 anos.

A APFN recomenda fortemente que a ONU analise a competência dos técnicos que tem ao seu serviço, porque documentos destes só contribuem para o crescente descrédito dessa organização, verdadeiro sorvedouro de inúmeros recursos mundiais, que mais valia estarem ao serviço do bem-estar da população mundial.

APFN - Associação Portuguesa de Famílias Numerosas  

 

 

Rua 3A à Urbanização da Ameixoeira
Área 3, Lote 1, Loja A
1750-084 Lisboa

Tel: 217 552 603 - 917 219 197
Fax: 217 552 604
 

Para saber mais:

 
Se tem 3 ou mais filhos, concorda com os nossos Princípios e Estatutos e deseja ser sócio,  
 
 
Se quiser deixar de receber comunicados da APFN, envie um email para apfn@apfn.com.pt com o assunto "Remover" 
Nota importante: é necessário que seja enviado a partir da conta de correio electrónico onde foi recebido este comunicado.

[anterior]