APFN - Associação Portuguesa de Famílias Numerosas

Comunicado

  Telelixo: a saga continua!

 
A APFN congratula-se com a tomada de posição de várias entidades contra o Telelixo, como é o caso de advogados, juízes, ministros, grupos parlamentares e até mesmo a Alta Autoridade para a Comunicação Social (AACS), embora não consiga perceber o papel que foi dado à Rainha de Espanha nesta discussão.
 
 Infelizmente, a APFN vê, com preocupação, que aparece, de novo, o discurso de que é necessário mudar leis e efectuar reestruturações de organismos.
 
A APFN apela a todos os que agora se manifestam que:
 
1 - Leiam as leis já existentes (estão todas disponíveis para consulta no site da AACS;
2 - Leiam as notícias que, sobre o assunto, saíram pelo menos nos últimos dois anos;
3 - Consultem o site da AACS (http://www.aacs.pt) e verifiquem qual foi a sua acção desde a data da sua criação;
4 - Investiguem os resultados do ínfimo número de processos por ela instaurados, e por que motivo não tiveram qualquer efeito prático (ainda devem estar escondidos nalguma gaveta à espera que prescrevam) .
 
Poderão, deste modo, com os seus próprios olhos, constatar que:
 
1 - O resultado da existência da AACS foi totalmente nulo (e tal não se deve à falta de leis);
2 - Pelo contrário, a inventada "auto-regulação" tem-se revelado um enorme "sucesso", fazendo com que cada estação televisiva (onde os canais por cabo estão bem representados) procurem injectar na casa de cada um o que de pior conseguirem copiar do estrangeiro, exigindo-se responsabilidades políticas a quem a promoveu e defendeu, em vez de, pura e simplesmente, fazer cumprir a lei. 
 
A APFN considera que, para se mudar a situação desastrosa a que a televisão chegou, basta, pura e simplesmente, fazer-se cumprir a lei e demitir os agentes do Estado, pagos por todos os nós, que se têm recusado a fazer cumpri-la. E fazer-se isso JÁ, como, feliz e finalmente, se vê a acontecer noutros sectores do Estado.

APFN - Associação Portuguesa de Famílias Numerosas  

Para saber mais:

 
  • Sobre a APFN, visite o nosso site;
  • Sobre outras tomadas de posição da APFN sobre o Telelixo, clique em:
Se tem 3 ou mais filhos, concorda com os nossos Princípios e Estatutos e deseja ser sócio,  
 

[anterior]