APFN - Associação Portuguesa de Famílias Numerosas 

  Mensagem

  1 de Junho - Dia da Criança

 
Neste dia 1 de Junho de 2004, Dia Internacional da Criança, a APFN não queria repetir as palavras iguais que, todos os anos, os adultos usam e gastam neste dia!
 
A APFN queria transformar em realidade os habituais votos e promessas de um mundo melhor!
 
A APFN queria poder levar a todas as crianças, carentes e carenciadas, aqui ou em qualquer lugar, um colo de mãe, um abraço de pai, um beijo de ternura, um biberon com leite, uma papa, uma sopa, um pão, uma cama, um tecto e um brinquedo!
 
Queria poder suprir todas as faltas, secar todas as lágrimas de meninos tristes, lavar as carinhas sujas, limpar os narizes, vestir os nus, calçar os pés, dar a mão à vida, apagar desgostos, acender sorrisos... e deixar que sejam crianças " no tempo de ser criança"!
 
A APFN queria saber responder, tranquilizando e sem fazer mais doer, às perguntas difíceis que tantos meninos fazem sem cessar:
  • Mas porque é que os meus pais me abandonaram? Porque é que não me querem? Porque é que em minha casa, não me ligam? Porque é que não têm tempo para mim? Porque é que os meus pais estão sempre aos gritos, um com o outro, se batem e dizem que se vão embora para outra casa? Porque é que os meus pais não têm trabalho? Porque é que os meus pais não querem dar-me um irmão ou uma irmã? Porque é que os meus pais me dizem para não confiar nos estranhos?
  • Porque é que se riem de mim na minha escola, no meu bairro, na minha rua? Porque é que troçam da minha cor, da minha roupa, da minha comida, do meu cheiro e do meu falar? Porque é que me chamam deficiente? Porque é que na escola me chamam burro e dizem que eu nunca faço nada certo? Porque é que me batem?
  • Porque é que há guerra e fome no meu país? Porque é que nos perseguem? Porque é que querem matar a minha família? Porque é que há tantos meninos doentes?
  • Porque é que uns têm tanto e outros não têm nada?
  • Porque é que os grandes estão sempre com medo de terroristas ou de alguma coisa má? Porque é que há mais muros do que pontes? Porque é...?
A APFN queria ter uma varinha de condão para mudar o mundo, mas não tem.

Porém, a APFN acredita que "muitos poucos fazem muitos" e que se todos fizermos um esforço concreto, todos podemos, neste dia,  tornar, pelo menos uma criança mais feliz...
...fazendo a paz na nossa casa,
...chegando a casa mais cedo, prescindindo de jornal e televisão, para brincar e estar com o filho, ou a filha,
...tomando a decisão de ter um tempo diário para os filhos,
...ajudando a reconciliar uma família desavinda,
...alimentando uma criança faminta,
...dando emprego a um pai/ ou mãe desempregado/a,
...oferecendo um brinquedo e roupas novas a uma criança necessitada,
...pagando a educação de uma criança carenciada,
...visitando uma criança hospitalizada,
...apoiando a partir de hoje, uma instituição de apoio à vida,
...decidindo... adoptar uma Criança!
 
Tenham todos um Bom Dia Da Criança, pelo menos com as vossas crianças!

Um Abraço da APFN!
 
APFN - Associação Portuguesa de Famílias Numerosas  

Rua 3A à Urbanização da Ameixoeira
Área 3, Lote 1, Loja A
1750-084 Lisboa

Tel: 217 552 603 - 917 219 197
Fax: 217 552 604
 

Para saber mais:

 
Se tem 3 ou mais filhos, concorda com os nossos Princípios e Estatutos e deseja ser sócio,  
 
 
Se quiser deixar de receber comunicados da APFN, envie um email para apfn@apfn.com.pt com o assunto "Remover" 
Nota importante: é necessário que seja enviado a partir da conta de correio electrónico onde foi recebido este comunicado.
 

[anterior]