Comunicado

Governo ofende as mães portuguesas

A APFN manifesta o seu protesto por o Governo ter incluído no subsídio de maternidade as mulheres que abortam os seus filhos, o que, para além de demonstrar uma enorme falta de domínio da língua portuguesa, constitui uma ofensa às mães que, com maior ou menor dificuldade, acolhem os seus filhos e de que o país, mergulhado num cada vez mais rigoroso Inverno demográfico, tanto carece.
Como o seu próprio nome indica, o subsídio de maternidade é um apoio às mães!
 
A APFN solicita a correcção imediata daquilo que considera ser uma lamentável gralha.
 
 
25 de Junho de 2008

 

APFN - Associação Portuguesa de Famílias Numerosas 

Rua 3A à Urbanização da Ameixoeira
Área 3, Lote 1, Loja A
1750-084 Lisboa

Tel: 217 552 603 - 917 219 197
Fax: 217 552 604 

Para saber mais:

 

Se tem 3 ou mais filhos, concorda com os nossos Princípios e Estatutos e deseja ser sócio,  já pode inscrever- se pela internet