APFN - Associação Portuguesa de Famílias Numerosas 

Comunicado

Deseducação Sexual

A APFN congratula-se com a publicação do artigo "Educação Sexual Polémica" no jornal Expresso de 14 de Maio de 2005, em que é denunciado o conteúdo do programa, métodos e materiais de apoio da educação sexual promovida pelo Ministério da Educação e APF, artigo que aqui se reproduz.
O País pode, assim, ver com os seus próprios olhos o que os Governos que temos tido nos últimos tempos e a APF querem de facto dizer quando falam em "educação sexual".
 
Perante esta situação, a APFN:
 
1 - Manifesta publicamente o seu profundo repúdio e indignação pelo que está a ser feito aos nossos filhos nas escolas públicas, em total oposição ao que defendemos que deve ser "educação";
 
2 - Exige que estas acções de "educação" sejam imediatamente canceladas, assim como o programa e "linhas orientadoras";
 
3 - Exige que seja feito um rigoroso inquérito no seio do Ministério da Educação, identificando os responsáveis por esta situação e sendo exigidas responsabilidades;
 
4 - Exige que seja retirada à APF a qualificação de "entidade de utilidade pública";
 
5 - Recomenda que sejam identificados os alunos que tenham sido expostos a este programa e, no mínimo, que o Ministério faça um pedido formal de desculpas aos seus pais;
 
6 - Recomenda que seja exigida a devolução de todas as verbas entregues à APF para a promoção destes programas, nomeadamente na formação de professores, e entregues a instituições de apoio a grávidas em dificuldade;
 
7 - Recomenda que a Presidência da República retire a condecoração que foi entregue por esta à APF;
 
8 - Saúda o Prof. Doutor João Araújo pelo seu trabalho em benefício de todos os pais, que, até agora, julgavam que podiam confiar no Ministério da Educação.
 
A APFN aproveita para realçar que esta situação não foi causada por este Governo, mas permitida pelos vários Governos que Portugal tem tido desde 1984.
 
Compete, no entanto, a este, na feliz circunstância de ser apoiado por uma clara maioria parlamentar, de acabar de vez com esta escandalosa situação e reparar todos os danos entretanto causados.

APFN - Associação Portuguesa de Famílias Numerosas  

Rua 3A à Urbanização da Ameixoeira
Área 3, Lote 1, Loja A
1750-084 Lisboa

Tel: 217 552 603 - 917 219 197
Fax: 217 552 604
 

Para saber mais:

 
Se tem 3 ou mais filhos, concorda com os nossos Princípios e Estatutos e deseja ser sócio,  
 
 
Se quiser deixar de receber comunicados da APFN, envie um email para apfn@apfn.com.pt com o assunto "Remover" 
Nota importante: é necessário que seja enviado a partir da conta de correio electrónico onde foi recebido este comunicado.
 

[anterior]