Comunicado 

Ranking APFN

A APFN ordenou as escolas pela diferença entre a classificação interna e a obtida no exame final, baseada na informação detalhada dos resultados escolares no 12º ano publicada pelo Ministério da Educação em http://www.dgidc.min-edu.pt/jneweb/estat.htm,

A APFN considera pouco importante a ordenação das escolas pelas médias obtidas nos exames finais, uma vez que as condições socio-económicas dos alunos são, na maioria das situações, a razão principal para essas classificações.

Já o mesmo considera não acontecer quando se compara a avaliação contínua com a nota no exame final.

Nesta análise, apenas foram considerados os alunos internos e as disciplinas em que houve, pelo menos, 10 alunos apresentados a exame.

Ao contrário do que aconteceu no ano anterior, nenhuma escola obteve nota no exame superior à obtida na avaliação contínua.

Sem qualquer admiração, a APFN regista que são as escolas com melhores classificações que, também, apresentam menores diferenças entre a avaliação contínua e o exame final.

A APFN considera muito grave existirem escolas em que a diferença ultrapassa 3 valores, chegando, mesmo, a ultrapassar os 5 valores em 36 escolas!

Nestas escolas, não só os pais e alunos estão a ser fortemente enganados, como estão a ser bastante prejudicados os restantes alunos, uma vez que poderão ser ultrapassados no acesso ao ensino superior por colegas manifestamente pior preparados mas que ficaram com médias superiores por a sua avaliação ao longo do ano ter sido hiper-inflaccionada.

Nesse sentido, a APFN apela ao Ministério da Educação para analisar cuidadosamente o que se passa nestas escolas e tomar as medidas necessárias no sentido de acabar com diferenças de classificação acima de 3 valores, que consideramos inadmissíveis.

ver estudo comparativo (excel)

4 de Novembro de 2007

 

APFN - Associação Portuguesa de Famílias Numerosas 

Rua 3A à Urbanização da Ameixoeira
Área 3, Lote 1, Loja A
1750-084 Lisboa

Tel: 217 552 603 - 917 219 197
Fax: 217 552 604 

Para saber mais:

 

Se tem 3 ou mais filhos, concorda com os nossos Princípios e Estatutos e deseja ser sócio,  já pode inscrever- se pela internet