APFN - Associação Portuguesa de Famílias Numerosas

Comunicado   

 Confederação Europeia de Famílias Numerosas

 
As famílias numerosas europeias unem-se em Confederação para reclamar igualdade de direitos em todos os países da UE

A nova entidade, que representará 9 milhões de famílias europeias, pede que todos os Estados da União destinem a mesma percentagem do PIB à protecção da família

No próximo sábado, 25 de Outubro, será formalmente constituída em Bruxelas a European Large Family Confederation (ELFAC), uma entidade que agrupará as Associações de Famílias Numerosas dos países europeus com o objectivo de reivindicar os mesmos direitos para todas as famílias numerosas europeias.

A nova Confederação representará mais de 50 milhões de cidadãos europeus, pertencentes às cerca de 9 milhões de famílias numerosas, e a sua função principal será de lutar para que se igualem as políticas familiares de todos os países, que, actualmente, são bastante díspares. Em concreto, e como a APFN tem vindo há bastante tempo a reclamar, pedir-se-á que todos os Estados da União destinem a mesma percentagem do Produto Interno Bruto (PIB) à protecção da família, para acabar com as diferenças abissais no tratamento da família entre alguns países, conforme é bem evidente nos sucessivos  relatórios do Eurostat, a Agência Estatística Comunitária.

Os últimos dados do Eurostat situam Portugal na cauda da UE  também no apoio à família, com 5.5% do PIB (comparado com a média de 8.2% na UE). Neste mesmo extremo, encontra-se a Espanha, com 2.7%, a Itália (com 3.8%) e a Holanda (com 4.6%). No outro extremo, encontra-se o Luxemburgo, o país que mais investe na família, com 16.6%, a Dinamarca, com 13.1%, e a Irlanda, com 13%.

A recém criada Confederação Europeia de Famílias Numerosas considera que, independentemente dos diversos níveis de riqueza destes países - óbvios no caso do Luxemburgo ou da Dinamarca - pode-se e deve-se unificar os critérios que marcam as políticas familiares, estabelecendo prioridades de investimento e fixando-se uma mesma percentagem do PIB para todos os países.

Iguais oportunidades para todos os europeus

A criação da Confederação Europeia de Famílias Numerosas foi anunciada há cerca de um ano, em Madrid, no I Congresso Europeu de Famílias Numerosas, organizado pela Federação Espanhola de Famílias Numerosas (FEFN).

Manifestou-se, aí, a necessidade de que todos os europeus tenham as mesmas oportunidades para constituírem família, para terem os filhos que livremente decidam ter e para que estes filhos tenham todos as mesmas oportunidades de formação. Segundo afirmado, na altura, pelo Presidente da Federação Espanhola, José Ramón Losana, "os dados actuais de investimento na família nos diferentes países da União Europeia revelam uma clivagem cada vez maior entre os Estados, que não é tolerável porque vai contra o princípio de igualdade de oportunidades que devem ter todos os cidadãos que pertencem à Europa".

A ELFAC vai realizar, em Bruxelas, no próximo dia 25, a sua primeira Assembleia Geral, que aprovará os Estatutos e Plano de Acção, para além de nomear a Direcção para os próximos 4 anos. A sua primeira acção pública será o II Congresso Europeu de Famílias Numerosas, no próximo dia 27 de Março de 2004, por ocasião do X Aniversário do Ano Internacional da Família, com o tema "Large Families: Spring in an ageing Europe" (Famílias Numerosas: Primavera numa Europa envelhecida").  

Portugal, juntamente com outras associações, entre as quais de Espanha, Holanda, Hungria, Polónia e Eslováquia, é um dos membros fundadores desta nova organização de famílias europeias.

APFN - Associação Portuguesa de Famílias Numerosas  

 

Rua 3A à Urbanização da Ameixoeira
Área 3, Lote 1, Loja A
1750-084 Lisboa

Tel: 217 552 603 - 917 219 197
Fax: 217 552 604
 

Para saber mais:

 
Se tem 3 ou mais filhos, concorda com os nossos Princípios e Estatutos e deseja ser sócio,  
 
 
Se quiser deixar de receber comunicados da APFN, envie um email para apfn@apfn.com.pt com o assunto "Remover" 
Nota importante: é necessário que seja enviado a partir da conta de correio electrónico onde foi recebido este comunicado.
 

[anterior]