Comunicado 

45 000 professores sem colocação

No ano lectivo que agora se inicia, 45 000 professores do ensino não-superior não conseguiram colocação, engrossando, assim, a lista de desempregados .

A APFN considera este facto naturalíssimo, dado que, conforme tem vindo a alertar, nada de mais normal num país que, no final de 2006, totalizava já um défice de cerca 900 000 jovens e crianças. Este número de 45 000 é exactamente igual a 900 000 a dividir por 20, número médio normal de alunos por professor. Por esse motivo, a APFN não percebe como esta situação naturalíssima possa ser classificada como "dramática" pela Ministra da Educação.

Tal deve-se à desastrosa política e cultura antinatalistas que, de forma crescente, tem sido incutida e praticada em Portugal nas últimas dezenas de anos e de que o Ministério da "Saúde" é, actualmente, a cereja em cima do bolo.

Este crescente desemprego na classe de professores é, apenas, o prenúncio do que se irá manifestar no futuro próximo em toda a sociedade portuguesa, a não ser que o governo tome medidas, desta vez a sério, na linha do que já anunciou, mas que são manifestamente insuficientes, como toda a gente sabe e todos os indicadores apontam.

A APFN continua a aguardar que o Primeiro-Ministro adopte, para o défice de natalidade, o que fez relativamente ao défice orçamental, designadamente:

  • Apontar metas a atingir nos próximos anos;
  • Medidas concretas para atingir essas metas, a fim de que se possa medir, objectivamente, se as medidas implementadas são ou não suficientes.

Até que isso aconteça, as medidas anunciadas serão vistas apenas como meros paliativos, incapazes de travarem a gigantesca crise demográfica que põe em causa o presente e, sobretudo, o futuro do país.

1 de Setembro de 2007

 

APFN - Associação Portuguesa de Famílias Numerosas 

Rua 3A à Urbanização da Ameixoeira
Área 3, Lote 1, Loja A
1750-084 Lisboa

Tel: 217 552 603 - 917 219 197
Fax: 217 552 604 

Para saber mais:

 

Se tem 3 ou mais filhos, concorda com os nossos Princípios e Estatutos e deseja ser sócio,  já pode inscrever- se pela internet