Português | English
ELFAC - European Large Families Confederation Junte-se a nós no facebook Envie-nos um email
 
A ASSOCIAÇÃO
ASSOCIAR-SE
FAQ'S
CONTACTOS
LINKS
ÁREA DE SÓCIOS
ÁREA DE EMPRESAS
RECOMENDAR A APFN
BOLETIM
Desejo receber a Newsletter da APFN no meu endereço de email:

European

Large Families

Confederation


 

Plano + Família

Histórias em Família

Êxodo Urbano

Em 2002 a minha mulher ficou desempregada, por ausência de colocação como professora.
Em 2004, durante umas férias à terra natal, soube que procuravam alguém com a sua licenciatura à 1 ano para os quadros da Câmara Municipal. O concurso que tinham aberto ficou ?deserto?. Reabriram o concurso e admitiram-na. Estivemos um ano a viver a 390 kms de distância. Os filhos mais velhos ficaram comigo e a mais nova foi com a mãe.
Passado uns meses veio a conclusão óbvia: Se com o que a minha mulher ganha podemos viver todos lá, porque manter duas casas, sendo que o meu ordenado pouco dava para pagar mais do que a casa, os transportes e os infantários...
Mudámo-nos todos para a Beira Interior. As nossas despesas são 40% do que eram no passado. Vivemos com mais qualidade de vida e o meu trabalho permite-me trabalhar a partir de casa, porque acedo à rede informatica da empresa através de uma VPN e transferem-me as chamadas para o telefone de casa.
Há muitos anos que não vivia tão bem.
Alguns dados:
Renda de casa (12 assoalhadas): 300 euros
Infantários: 90 euros cada
Hortaliças e legumes: Oferta
Take away (alimentação para uma familia): de 3,5 euros a 5 euros
Transportes: Redução para um carro porque a vida faz-se a pé. O carro serve para os dias de chuva e viagens. Consumo de combustivel: 10 euros semana. Deslocações a Lisboa: Intercidades 30 euros (ida e volta)