Português | English
ELFAC - European Large Families Confederation Junte-se a nós no facebook Envie-nos um email
 
A ASSOCIAÇÃO
ASSOCIAR-SE
FAQ'S
CONTACTOS
LINKS
ÁREA DE SÓCIOS
ÁREA DE EMPRESAS
RECOMENDAR A APFN
BOLETIM
Desejo receber a Newsletter da APFN no meu endereço de email:

European

Large Families

Confederation


 

Plano + Família
APFN, Mensagem "Dia da Criança - 01.Junho.2012" publicado a 01/06/2012

logotipo APFN

Mensagem

DIA DA CRIANÇA

01.JUNHO.2012

...Ser criança, apesar das inúmeras e tristes excepções, continua a ser sinónimo de ser amado, protegido, acolhido, acarinhado e guiado…

…Ser criança, mesmo nesta era de famílias em crise, continua a ser sinónimo de sentir que todos os medos (que hão-de aparecer!) - do escuro, dos cães, do vento, dos trovões, das ondas e dos “maus”… - desaparecem pela simples presença dos pais, que sempre lhe parecem grandes, poderosos e indestrutíveis!

…Ser criança, mesmo quando há pouco tempo de vida em casa e em família, com pais e mães demasiado cansados e preocupados, como nos nossos dias, continua a significar um tempo ideal para aprender a aceitar regras (sempre à custa de lágrimas!) desde pequenino: primeiro, a guerra da alimentação: "come a sopa toda para cresceres bem!" Depois a eterna luta das horas e da higiene:"Chega de televisão, vamos para a cama porque são horas e amanhã tens de ir cedo para a escola!" "Vamos levantar! Toca a tomar banho já e lavar os dentes para não teres buraquinhos pretos!" E a eterna batalha da ordem: " Nem pensar que isto fica assim…vamos arrumar os brinquedos...".

…Ser criança, mesmo num tempo em que os problemas dos adultos parecem querer roubar cada vez mais tempo à própria infância, continua a significar um tempo para, no meio dos fáceis "sins" , começar a compreender que há, necessariamente, muitos "nãos", porque tem de haver limites para tudo.

É, de facto, na infância que se pode e deve aprender, que não se pode ter tudo o que se gosta, nem fazer tudo o que apetece, que há coisas que doem, mas fazem bem, porque curam ou impedem males maiores…e que há coisas que parecem tão agradáveis, mas lhes podem fazer muito mal!...Aqui se educam os afectos, e se começa a aprender o que é a vontade e o que é a liberdade! E assim se aprende a ser responsável…e a conviver com os outros que os rodeiam.

Mas é também neste tempo de que nós, os adultos, temos saudades, e que reputamos de maravilhoso, que muitas crianças de hoje, e de sempre, choram amargamente, a dificuldade de aprender a desenhar letras, a fazer contas, a ter boas notas e vencer desafios, às vezes assustadores para a sua idade e dimensão, simplesmente porque vivem a tremenda solidão de não terem uma família unida que os anime, estimule, acompanhe e mostre que gosta deles! Porque afinal são filhos órfãos de pais vivos, que gastam o seu tempo em guerras conjugais, ou, por razões bem diferentes, estão longe, em busca de sustento para os seus filhos!

Neste DIA DA CRIANÇA 2012, a APFN deseja-vos a todos – Pais e Mães de Família Numerosa, ou não – que aproveitem bem a infância dos vossos filhos, para lhes mostrar que o vosso amor não se traduz em mais brinquedos e acessórios, mas que os vossos filhos sintam nos vossos beijos e abraços que são eles a principal razão de ser da vossa vida. Amai-os e educai-os para um mundo de mais verdade, mais substância, mais esforço, mais exigência, mais generosidade e solidariedade, e de menos mentira, menos superficialidade, menos facilidade e menos egoísmo.

Lisboa, 1 de Junho de 2012

APFN - Associação Portuguesa de Famílias Numerosas

Rua José Calheiros,15
1400-229 Lisboa

Tel: 217 552 603 - 919 877 902 - 917 219 197
Fax: 217 552 604