Português | English
ELFAC - European Large Families Confederation Junte-se a nós no facebook Envie-nos um email
 
A ASSOCIAÇÃO
ASSOCIAR-SE
FAQ'S
CONTACTOS
LINKS
ÁREA DE SÓCIOS
ÁREA DE EMPRESAS
RECOMENDAR A APFN
BOLETIM
Desejo receber a Newsletter da APFN no meu endereço de email:

European

Large Families

Confederation


 

Plano + Família
APFN, Comunicado "Este país não é para ter filhos? Relatório do FMI: Estaremos a falar do mesmo?" publicado a 15/01/2013

logotipo APFN

Comunicado

 ESTE PAÍS NÃO É PARA TER FILHOS?

RELATÓRIO DO FMI: ESTAREMOS A FALAR DO MESMO?

O recentemente apresentado Relatório do FMI lança a seguinte pergunta: Será que Benefícios pecuniários às famílias promovem o aumento de nascimentos?

Nas considerações apresentadas são dados como exemplo a Suécia e a França afirmando-se que o impacto dos benefícios pecuniários é pequeno e de duração temporária e concluem dizendo que, se Portugal se quer envolver em politicas para aumentar a fertilidade, seria bom que se virasse noutras direções diferentes de benefícios em dinheiro para as famílias.

De referir que quer a Suécia quer a França tiveram há vários anos também um problema de fertilidade que resolveram combater energicamente e com resultados, mantendo ainda ativas muitas dessas medidas.

Mais do que palavras aqui ficam os dados atuais:

* Só recebem as famílias com rendimento de referência mensal abaixo de 628,83 euros e o valor varia com a idade e o escalão – os valores do exemplo são os do 1º escalão (rendimento inferior a 209,61 euros) para filhos com mais de três anos

Tendo em conta o contexto que todos conhecemos das condições das famílias com filhos em Portugal propomos ao FMI que refaça a sua pergunta para: Será que a penalização das famílias com filhos promove a redução dos nascimentos?

APFN - Associação Portuguesa de Famílias Numerosas

Lisboa, 15 de Janeiro de 2013

Rua José Calheiros,15
1400-229 Lisboa

Tel: 217 552 603 - 919 877 902 - 917 219 197
Fax: 217 552 604