Português | English
ELFAC - European Large Families Confederation Junte-se a nós no facebook Envie-nos um email
 
A ASSOCIAÇÃO
ASSOCIAR-SE
FAQ'S
CONTACTOS
LINKS
ÁREA DE SÓCIOS
ÁREA DE EMPRESAS
RECOMENDAR A APFN
BOLETIM
Desejo receber a Newsletter da APFN no meu endereço de email:

European

Large Families

Confederation


 

Plano + Família
Comunicado, "Ocupação dos filhos em férias é quebra-cabeças para pais de famílias numerosas" publicado a 22/09/2016

logotipo APFN

COMUNICADO

OCUPAÇÃO DOS FILHOS EM FÉRIAS É QUEBRA-CABEÇAS
PARA PAIS DE FAMÍLIAS NUMEROSAS

A Associação Portuguesa de Famílias Numerosas levou a cabo um inquérito a quase 750 pais e mães para perceber como é que as famílias numerosas portuguesas passam as férias e quais os principais constrangimentos que enfrentam.

Em média, são 32 os dias que os filhos passam sem a presença dos pais em tempo de férias. Para as famílias numerosas, a solução acaba por ser, em primeira linha, o apoio de avós, familiares ou amigos e só depois as atividades propostas pelas escolas e os campos de férias, que as famílias consideram “muito onerosos”.

Num inquérito realizado pela Associação Portuguesa de Famílias Numerosas durante os últimos meses de julho e agosto e relativo aos últimos três anos, as famílias numerosas referem que “existe pouca oferta a preços acessíveis” e uma “quase ausência de soluções para o mês de agosto” e “para todas as idades das crianças”, para além de não se considerarem os “descontos de irmãos”.

Várias famílias referem que “sai mais barato um dos pais tirar licença sem vencimento do que colocar os filhos em atividades de ocupação de férias”, propondo a criação de uma licença específica para acompanhar os filhos nas férias, diferenciada da licença sem vencimento.

As famílias numerosas optaram, na sua maioria, por não sair de casa em parte ou na totalidade das suas férias nos últimos três anos, tendo conseguido passar, em média, 19 dias de férias em conjunto com os filhos.

Portugal foi, pois, o destino privilegiado do destino de férias das famílias numerosas, que sublinham alguns constrangimentos pelo facto de terem três ou mais filhos:

- As promoções “crianças não pagam” são limitadas a dois filhos;

- Não há menus de família que contemplem mais de dois filhos;

- Na oferta cultural, o bilhete de família muitas vezes só inclui dois filhos;

- A maioria das unidades hoteleiras não está preparada para famílias numerosas;

- As crianças pagam como adultos acima dos 12 anos.

Somente uma em cada 20 famílias numerosas viajou para fora da Europa nos últimos três anos, com uma estadia média de 10 dias. De salientar que algumas famílias referiram o facto de irem ao encontro de familiares que se encontram emigrados e que os acolhem nas suas casas.

Apenas 15% das famílias numerosas utilizam o campismo e o caravanismo com frequência e, ainda que residualmente, há famílias que começam a tirar férias no sistema de troca de casa.

Para consultar integralmente o “Barómetro Férias APFN” clique aqui.

 

APFN - Associação Portuguesa de Famílias Numerosas

Lisboa,23 de Março de 2016

Rua José Calheiros,15
1400-229 Lisboa

Tel: 217 552 603 - 919 877 902 - 917 219 197
Fax: 217 552 604