Português | English
ELFAC - European Large Families Confederation Junte-se a nós no facebook Envie-nos um email
 
A ASSOCIAÇÃO
ASSOCIAR-SE
FAQ'S
CONTACTOS
LINKS
ÁREA DE SÓCIOS
ÁREA DE EMPRESAS
RECOMENDAR A APFN
BOLETIM
Desejo receber a Newsletter da APFN no meu endereço de email:

European

Large Families

Confederation


 

Plano + Família
Mensagem, "Dia da Mãe 2017" publicado a 06/05/2017

logotipo APFN

MENSAGEM

 

DIA DA MÃE  

 

Qual é coisa qual é ela que dá colo, dá peito, dá amor e vida, apanha chupetas, arruma brinquedos, limpa narizes, muda fraldas, que corre para a nossa cabeceira quando temos pesadelos, que dá remédios e beijinhos, que acode em cada queda ou grito, que vê milhares de vezes os mesmos desenhos animados, que dá tudo: o tempo, a atenção, o carinho, o alimento, o que tem e o que não tem?

São as mães.

As mães, cuja graça é para sempre, mesmo que já sejamos pais e mães também. Mesmo que já não estejam connosco.

E é para todas as mães que endereçamos esta mensagem, ainda que seja impossível nomeá-las a todas, as suas muitas virtudes e feitos heroicos nas pequenas coisas do dia-a-dia e nos mais importantes momentos da nossa vida, onde estão sempre presentes. São as mães de poucos e as mães de muitos, as mães que trabalham em casa, as que trabalham fora de casa, as que não podem trabalhar, as mães confiantes e as que se envergonham das suas faltas, as mães de sangue e as de coração.

A todas deixamos as palavras de uma mãe de família numerosa, autora do livro “Mãe de 7”, Mariana D’Avillez, que abraçou a aventura de ter família numerosa e diz que “é possível ter muitos filhos e trabalhar e divertir-me e ainda ter tempo para sonhar, imaginar e concretizar sonhos. Isso também faz parte do nosso papel de mãe – ensinar os nossos filhos a ousar sonhar e a teimar perseguir esses sonhos… mesmo quando demoram muito mais tempo a serem concretizados do que tínhamos previsto no início! Se medimos o crescimento dos nossos filhos em termos daquilo que eles já conseguem fazer de forma autónoma – despirem-se, comer sozinhos, ler e escrever, então o nosso crescimento como mãe também pode ser medido pelas pequenas conquistas e as constantes aspirações que nos levem a sonhar mais alto. Ser mãe é ser exemplo de que nunca se deixa de sonhar e criar.”

Obrigada mães pela entrega, por correram para estar sempre presentes a tempo e por se desdobrarem para chegar a todos. Porque no final do dia, depois de toda a azáfama, imprevistos e caos, ao saber que todos estão bem vão dormir realizadas por mais um dia como MÃES.

 

Feliz Dia da Mãe!

 

 

APFN, 6 de maio de 2017