Português | English
ELFAC - European Large Families Confederation Junte-se a nós no facebook Envie-nos um email
 
A ASSOCIAÇÃO
ASSOCIAR-SE
FAQ'S
CONTACTOS
LINKS
ÁREA DE SÓCIOS
ÁREA DE EMPRESAS
RECOMENDAR A APFN
BOLETIM
Desejo receber a Newsletter da APFN no meu endereço de email:

European

Large Families

Confederation


 

Plano + Família
APFN, Comunicado, 'Póvoa do Lanhoso adopta Cartão Municipal de Família Numerosa' publicado a 19/05/2009

A APFN saúda o Município da Póvoa do Lanhoso pela criação do Cartão Municipal de Família Numerosa, com importantes descontos associados, colocando-se na linha da frente das Autarquias Familiarmente Responsáveis, a par com as Câmaras de Vila Real, Coimbra, Tavira, Funchal e Angra do Heroísmo.
 
Esta autarquia vem juntar-se a dezenas de outras que já perceberam que só terão futuro se apoiarem fortemente as famílias com três ou mais filhos, conforme é desejo de mais de 60% das mulheres em idade fértil, de acordo com o recente estudo "Número de filhos" apresentado pelo Netsonda no passado dia 11 de Maio (http://www.apfn.com.pt/Relatorio_APFN_Numero_de_filhos.pdf)
 
A adopção destas medidas por todo o país e por diferentes forças partidárias, mostra bem que esta é uma questão de visão política e de verdadeira preocupação com o crescente e cada vez mais rigoroso Inverno Demográfico que atinge o país e que só é possível combater com o reforço das condições de vida das famílias e da sua estabilidade conjugal, como é bem claro nos depoimentos de vários especialistas mundiais no documentário "Inverno demográfico - o declínio da família humana", estreado em Portugal no passado dia 27 de Setembro (http://www.invernodemografico.org).
 
A APFN espera que este exemplo seja, em breve, seguido pela totalidade dos municípios,   uma vez que se trata de contributos concretos e eficazes para o combate à cada vez maior crise demográfica e instabilidade familiar.
 
A APFN espera, ainda, que o Governo e o Parlamento percebam a mensagem, não só adoptando uma política a sério de apoio às famílias com filhos, tanto maior quanto maior o seu número, como acabando de vez com a sua cruzada suicida dirigida contra os filhos de pais casados, o que faz com que as famílias com três ou mais filhos sejam os líderes destacados no índice de risco de pobreza, comprometendo seriamente o futuro (e o presente) do País.
 
É de realçar que esta iniciativa foi tomada no Dia Internacional da Família, que, infelizmente como tem sido habitual na actual legislatura, foi totalmente ignorado pelo Governo e pelo Parlamento.
 
19 de Maio de 2009