Português | English
ELFAC - European Large Families Confederation Junte-se a nós no facebook Envie-nos um email
 
A ASSOCIAÇÃO
ASSOCIAR-SE
FAQ'S
CONTACTOS
LINKS
ÁREA DE SÓCIOS
ÁREA DE EMPRESAS
RECOMENDAR A APFN
BOLETIM
Desejo receber a Newsletter da APFN no meu endereço de email:

European

Large Families

Confederation


 

Plano + Família
APFN, Mensagem "Dia do Pai" publicado a 19/03/2012

logotipo APFN

Mensagem

Dia do Pai

19.Março.2012

Pai. O meu dia chegou ao fim. E reencontro em ti um porto seguro. Um porto onde sei que me posso abrigar das tristezas do meu dia.

Pai . Tens de trabalhar tanto... Mas consegues sempre ter um olhar para mim apesar dos meus dois irmãos mais novos e da mana que agora nasceu. A mãe não tem muito tempo... O teu colo é o melhor consolo que posso ter. Sei que não me dás muitos brinquedos, mas eu não preciso disso. Preciso de ti.

Pai. Os meus irmãos e eu - já somos quatro! - fazemos muito barulho mas tu consegues ainda dar-nos abraços, rebolar no chão em brincadeiras, jogar connosco ou ler um livro devagar... É tão bom! Estás aqui!

Pai. Sei que te esforças muito por conseguir alimentar-nos a todos. Trabalhas muitas horas. Nem sempre estudo, eu... Fazes-me ver que o saber é a melhor ferramenta de trabalho que posso ter na minha vida. Não acredito muito em ti, mas não quero pensar no que seria a nossa vida sem o som diário da tua chave a abrir a porta de casa...

Pai. Sei que vou sair com os meus amigos, que chego tarde e que por vezes piso o risco. E tu não deixas de mo dizer. Por vezes duramente. Tenho sempre a sensação de que me vês, mesmo não estando perto de mim. Os meus irmãos também sentem o mesmo. Isso é bom. Afasta-nos do perigo. Sabes que lá fora nos defendemos mutuamente?

Pai. Consegui acabar o meu curso (o saber, sim, o saber é tão importante!)!!!! Encontrei a mulher da minha vida. Não é maravilhoso?

Pai. Vou ser pai! E agora que eu mesmo quero ter a minha família e que quero ter tantos filhos como tu, penso muito no teu esforço. Como é que conseguiste? Começo a perceber tantas coisas que nos disseste com os teus gestos e com as tuas atitudes... O mais relevante – tendo nós tantas dificuldades por sermos muitos - foi ensinar-nos que ter muitas coisas não é assim tão importante... viver é muito mais do que isso!

Pai. Eu quero ser como tu para os meus filhos!

Pai. O teu dia chegou ao fim. Estamos aqui. Os meus irmãos e eu. Sempre.

Lisboa, 19 de Março de 2012

APFN - Associação Portuguesa de Famílias Numerosas

Rua José Calheiros,15
1400-229 Lisboa

Tel: 217 552 603 - 919 877 902 - 917 219 197
Fax: 217 552 604