Português | English
ELFAC - European Large Families Confederation Junte-se a nós no facebook Envie-nos um email
 
A ASSOCIAÇÃO
ASSOCIAR-SE
FAQ'S
CONTACTOS
LINKS
ÁREA DE SÓCIOS
ÁREA DE EMPRESAS
RECOMENDAR A APFN
BOLETIM
Desejo receber a Newsletter da APFN no meu endereço de email:

European

Large Families

Confederation


 

Plano + Família
APFN, Nota de Imprensa, "Primeiro-Ministro recebe Assoc. Port. de Famílias Numerosas" publicado a 15/05/2012

logotipo APFN

NOTA DE IMPRENSA

PRIMEIRO-MINISTRO RECEBE ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE FAMÍLIAS NUMEROSAS

Lisboa, 15 de Maio de 2012 – A Associação Portuguesa de Famílias Numerosas vai ser recebida pelo Primeiro-Ministro no próximo dia 15 de Maio de 2012, Dia Internacional da Família.

Na ocasião, a APFN vai oferecer o livro "100 Famílias, 100 Razões, 10 Propostas", que reune mensagens de 100 famílias que integraram a campanha que decorreu entre 1 de Janeiro e 9 de Abril de 2012 com o tema: "Quem são as famílias numerosas?".

Não pretendemos pedir quaisquer privilégios para as famílias numerosas, mas sim equidade e justiça para todas as famílias com filhos a cargo", afirma Fernando Castro, Presidente da APFN, reiterando as mensagens enviadas pelas 100 famílias que participaram na campanha e que afirmam, nomeadamente: "Somos 5, queremos ser tratados como 5”. O Presidente da APFN lembrou ainda que é preciso que o Estado reconheça os encargos que as famílias com filhos a cargo têm, e que estes deverão ser contabilizados na hora de avaliar a capacidade financeira das famílias: “Neste momento, para o cálculo da taxa do IRS e para a isenção das taxas moderadoras, os filhos contam zero, enquanto que para o abono de família valem apenas como meia pessoa. Nós sabemos que os filhos valem ao país mais do que um e custam pelo menos um aos seus pais".

Vários países da Europa adoptaram, com sucesso, medidas para inverter as suas tendências demográficas. Em Portugal a natalidade continua a descer. Para inverter a situação, a APFN defende que, tal como para combater qualquer défice, devem ser definidos objectivos, prazos e medidas para os alcançar, devendo, posteriormente, ser avaliados. Fernando Castro afirma: "Estamos cientes das dificuldades financeiras que o país atravessa e, por essa razão, muitas das medidas que propomos não representam um peso adicional no Orçamento de Estado ou podem ser contrabalançeadas. Também sabemos que nem todas as medidas podem avançar agora e ao mesmo tempo, mas é urgente corrigir as leis que prejudicam todas as famílias com filhos a cargo, activar o Visto Familiar como anunciado há cerca de um ano pelo Governo e definir um programa e calendário para o seu cumprimento", e conclui: "Se conseguirmos inverter a tendência, isso vai ser um excelente motor para o crescimento económico do país, ajudar-nos a sair da crise e o Relatório de Sustentabilidade de Segurança Social, em vez de ser todos os anos revisto em baixa, poderá começar a ser revisto em alta".

 

Sobre a APFN – Associação Portuguesa de Famílias Numerosas

A APFN foi formalmente constituída em 1999 e integra famílias com três ou mais filhos. Acredita e defende os valores da família, contando atualmente com mais de 10.000 associados. A APFN pretende, com a sua actividade, mudar as mentalidades e as políticas relativamente à família e transformar o actual cenário de inverno demográfico que, se não for alterado, continuará a conduzir à insustentabilidade económica e social do país. A APFN acredita na família como a solução do futuro e enquanto resposta histórica em todos os momentos de crise. Está convicta que o país precisa de mais crianças e jovens mas também precisa que essas crianças e jovens possuam as competências suficientes para enfrentar os desafios do Futuro. O lema da APFN é "Apostar na Família é construir o Futuro".

 

Para mais informações

Consulte: www.apfn.com.pt

Contacte: Ana Mira | T 217 552 603 | TM 916 079 548

comunicacao@apfn.com.pt