Correio da Manhã - 10 Jan 04
Felicidade - ‘CM’ levou flores e um bolo à ‘Avozinha de Portugal’
QUE TODOS CHEGUEM AOS 113
A ‘avozinha de Portugal’ comemorou ontem, em Penha Garcia, Idanha-a-Nova, o seu 113.º aniversário, e recebeu com particular alegria a festa que lhe foi proporcionada pelo Correio da Manhã.
Luís Oliveira
CVHG
Ti Catrina d’Avó, aqui com dois filhos, ficou muito contente com a surpresa feita pelo CM e crianças

O nosso jornal ofereceu a Catarina Carreiro (’Ti Catrina d’Avó’) um ramo de flores e um bolo de aniversário, além de ter reunido 30 crianças do ensino Pré-primário e Básico e Mediatizado de Penha Garcia que lhe foram cantar os parabéns. ‘Ti Catrina d’Avó’ recebeu as flores, sobretudo brancas, das mãos da sua trineta Cláudia, de oito anos, e apagou as velas do bolo, que provou com “muita alegria”. “Vou comer pouco, porque quero deixar ficar para as crianças”, referiu.

Mas, o que mais emocionou a ‘avozinha de Portugal’, uma das mulheres mais velhas da Europa e do Mundo, foi a presença das crianças. “Estou muito feliz por ver tantos meninos à minha volta”, afirmou Catarina Carreiro, que estava “muito emocionada” e chegou a deixar cair algumas lágrimas de felicidade, antes de agradecer a festa oferecida pelo nosso jornal e salientar que estava “muito bem disposta e muito contente”. “Eu hoje faço anos e queria que toda a gente chegasse à minha idade. Rezo a Deus por isso”, disse ‘Ti Catrina d’Avó’ às crianças, vizinhos e familiares que, pelas 14h30, se reuniram à frente da sua casa e de uma mesa com o bolo de aniversário para assinalar a efeméride.

O dia foi bastante preenchido para Catarina Carreiro, com a agitação provocada pela presença dos jornalistas e pelas felicitações que recebeu de toda a gente. Apesar do cansaço e das dificuldades de audição, quem a conhece salientou que há muito tempo que não via a centenária tão satisfeita da vida.

Uma felicidade que voltou a evidenciar, pelas 19h30, quando os seus familiares lhe proporcionaram outra festa, a mais importante de todas e onde estiveram alguns dos seus 26 netos, 41 bisnetos e sete trinetos, descendentes dos dez filhos que deu à luz.

"UMA FOTOGRAFIA MINHA NO JORNAL"

Um dos momentos mais engraçados desta festa a ‘Ti Catrina’ aconteceu quando ela deparou com a sua fotografia na nossa edição de ontem. “Uma fotografia minha no jornal?!”, disse a aniversariante, que goza de relativa boa saúde, apresentando apenas problemas de audição.

Uma mulher que já vai no terceiro século, viveu em vários regimes, foi acusada de contrabando em Espanha, esteve presa e sobreviveu aos ferimentos de um raio. Uma centenária que, ao ter conseguido ultrapassar todas as dificuldades com que se deparou, é um exemplo de vida.

Carlos Ferreira (Leiria) / Luís oliveira (Viseu)

[anterior]