Rádio Renascença - 15 Mai 03                                             ouvir a notícia (563 Kb)

Bagão Felix e o apoio à família

O ministro do Trabalho e da Segurança Social falou da utopia e do inconformismo para justificar a necessidade de avançar mais nas políticas a favor da família.

Bagão Felix aproveitou a ocasião para reafirmar uma convicção: o alargamento, até ao fim da legislatura, da licença de maternidade que, neste momento, é de quatro meses.

"Se me perguntar se acho que a licença de maternidade deve ser superior aos actuais 4 meses, até pelos valores em que acredito profundamente, digo-lhe que sim e acho que certamente caminharemos todos nesse sentido", disse.

O ministro reconheceu a dificuldade em conciliar o trabalho com a família, mas deu exemplos do novo Código do Trabalho para justificar que também neste domínio o Governo quer dar passos concretos:

"A possibilidade das empresas encerrarem cerca de 15 dias no período de férias do Natal, ou seja, aproximar as férias dos filhos às férias dos pais e o alargamento da possibilidade da mãe poder, em vez dos actuais seis meses, ter 12 meses de trabalho a tempo parcial a seguir à licença de maternidade".

[anterior]