Português | English
ELFAC - European Large Families Confederation Junte-se a nós no facebook Envie-nos um email
 
A ASSOCIAÇÃO
ASSOCIAR-SE
FAQ'S
CONTACTOS
LINKS
ÁREA DE SÓCIOS
ÁREA DE EMPRESAS
RECOMENDAR A APFN
BOLETIM
Desejo receber a Newsletter da APFN no meu endereço de email:

European

Large Families

Confederation


 

Plano + Família

Família e Trabalho - Harmonização das duas esferas no mercado laboral

A conciliação entre a vida profissional e a vida familiar é um dos grandes desafios para as famílias, já que é necessário assumir uma multiplicidade de papéis profissionais e pessoais.

Acreditamos na importância das entidades empregadoras apostarem numa maior flexibilização, mas também criarem ajustamentos entre as exigências profissionais e recursos familiares. A questão é precisamente conseguir alcançar esse equilíbrio num mercado que é cada vez mais competitivo e onde estamos contactáveis a toda a hora.

Para que as empresas possam ser mais amigas das famílias, propomos a implementação  de políticas e práticas que promovem um maior equilíbrio trabalho-família, nomeadamente:

1) Acordos de trabalho flexível: 
-horários de trabalho mais flexíveis, 
-trabalho a partir de casa , 
-trabalho a tempo parcial (part-time), 
-job-sharing, 
-semanas compactadas, 
-prioridades nos turnos

-dispensa em pontes ou épocas de festa, como o Natal e a Páscoa

2) Criação de um banco de horas nas empresas

A empresa pode aumentar até 4h diárias a jornada normal de trabalho, até ao máximo de 60h/semana. O aumento é posteriormente compensado ou na redução do número de horas equivalente e /ou através de uma compensação financeira.

3) Apoio no cuidado de dependentes:
-existência de subsídios e equipamentos de apoio de infância no local de trabalho (creches, refeitórios abertos às famílias dos colaboradores, acordos com instituições de cuidados a crianças), 
-seguros de saúde familiares, 
-extensão das licenças de maternidade e paternidade pagas e cuidados a idosos e outros dependentes, nomeadamente familiares doentes com portadores de deficiência grave, etc.;

-estabelecimento de protocolos com colégios, lavandarias, empresas de limpeza e babysitters podem ajudar os colaboradores a rentabilizar o seu tempo e melhorar o seu desempenho na empresa. 

4) Criação de uma cultura de família

A empresa deve procurar criar um ambiente mais amigo das famílias, com a criação de um "dia da família" (inspirado no conceito americano "bring your child to work day"), um dia em que os filhos dos trabalhadores podem visitar a empresa e perceber o que os pais fazem, como trabalham, etc. Pequenos gestos como a celebração dos nascimentos dos filhos dos colaboradores e a atribuição presentes para colaboradores com crianças, tornam os trabalhadores mais felizes e podem aumentar a sua produtividade, ao sentir que a empresa reconhece e valoriza a sua vida pessoal/familiar.

GANHA A FAMÍLIA, GANHA A EMPRESA

Este tipo de medidas, deverá ser acompanhado de uma cultura organizacional da empresa favorável à família, nomeadamente através de um clima de apoio e respeito pelas necessidades familiares por parte dos colegas e quadros superiores.

Para as empresas, estas medidas podem gerar aumentos na produtividade, já que os trabalhadores apresentam melhores níveis de bem-estar e saúde, tanto física como psicológica, o que reduz o absentismo e aumenta a motivação. Estas práticas conduzem ainda a uma diminuição do chamado turn-over (contratação constante) de novos colaboradores.

As empresas necessitam não só de implementar práticas organizacionais que ajudem os seus trabalhadores a conciliar estas duas esferas da sua vida, mas sobretudo valorizar a vida familiar dos seus trabalhadores e reconhecer a sua importância para o próprio sucesso da empresa.