Associação Grupo Gémeos

A Associação Grupo Gémeos foi formalmente criada em Junho de 1996, embora já tenha existência informal há cerca de 5 anos.

Constituímo-nos como grupo para responder a uma necessidade crescente que fomos tendo (alguns pais ou, mais concretamente, algumas mães) de falar sobre gémeos, de saber mais sobre gémeos, de dar a conhecer aos outros mais e mais informações acerca de gémeos, de mostrar que ter gémeos não é "dramático", mas antes muito viável e… agradável.

É enorme a ânsia que uma mãe sente ao saber que vai ter gémeos, em perceber melhor o que se passa com o seu corpo - desde logo durante a gravidez -, o que significa tratar de dois ou mais bebés ao mesmo tempo, os desafios que se lhe colocam de forma especial por ter duas ou mais crianças com necessidades físicas e educacionais semelhantes ao mesmo tempo!

Se já cada filho é uma aventura diferente e tão especial, quando recebemos mais do que um de uma só vez sentimos que temos de nos preparar melhor. Não estamos perante crianças diferentes das outras (de uma forma geral não estamos perante crianças com formas de desenvolvimento e crescimento diferentes das outras…) o que temos é crianças que têm e terão experiências de vida muito especiais. Parece-me que não é impunemente que uma criança partilha o espaço mais íntimo que consigo imaginar (o útero da mãe) ao mesmo tempo! Não é impunemente que duas ou mais crianças são geradas ao mesmo tempo pela mãe! Nem é impunemente que vivem os primeiros tempos de contacto com o mundo em circunstâncias muito semelhantes! E isto é tão válido para os gémeos monozigóticos (gémeos iguais) como para os gémeos dizigóticos (gémeos diferentes. Por favor, não digam "gémeos falsos": de falso não têm eles nada, só não são é geneticamente tão parecidos!!!).

Mas sabemos que para muitos casais ter gémeos é um verdadeiro pesadelo: são os encargos financeiros a dobrar que surgem (não é a mesma coisa enfrentar as despesas de dois filhos nascidos separadamente de enfrentá-las com dois filhos nascidos em simultâneo! Nós sabemos como são importantes as economias de escala que fazemos em casa: o que deixa de servir a um passa para outro. Com gémeos, o mais frequente é que o que deixa de servir a um deixa de servir a ambos!). São as casas que não chegam para albergar as crianças; são os outros filhos que já existiam e "não dava jeito nenhum que viesse mais um quanto mais mais 2 ou 3"; são as questões logísticas a que é necessário atender (é possível sair à rua com um só bebé, mesmo que não haja dinheiro para o carrinho. Mas com dois… experimentem e contem-me!).

O Grupo Gémeos tem servido para, de alguma forma, acalmar um pouco estas famílias, desde logo tendo linhas telefónicas de apoio (no Porto 22 762 57 67), promovendo donativos de equipamentos de sócios que dispensam os que já não usam, ou promovendo as vendas em 2ª mão; organizando encontros anuais em que trocamos experiências ou preocupações entre nós e em que ouvimos especialistas de diferentes áreas acerca de temas diversos. 

Não imaginam como foi importante um encontro em que ouvimos psicólogos, educadores e professores e em que eles nos ouviram acerca da escolarização dos gémeos.

Surgem-nos frequentemente questões acerca de se devemos pô-los na mesma sala de aula; de se devemos promover a semelhança ou a diferença, de se os nomes devem ser parecidos ou não, de se a opção de os vestir de forma igual é a mais válida… Não há receitas… ou melhor, há apenas uma: observem cada filho de per si, tomem as decisões atendendo à especificidade de cada um.

Tivemos, desde o início, o firme propósito de promover a existência de bibliografia sobre gémeos em português. Não existe quase nada… e o que há, neste momento, tem tido a "mãozinha" do GG.

Mensalmente é publicado na "Pais e Filhos" uma rubrica "Queridos Gémeos" que permite divulgar a associação e servir os pais de gémeos.

E… em Novembro passado, saiu o primeiro livro traduzido em português! É uma obra que tem tido grande impacto nos países de línguas inglesa e espanhola. O seu título é "Gémeos, Trigémeos e mais" ("Twins, Triplets and more” no original) e foi escrito por uma pediatra inglesa (Elisabeth Bryan) que por se ter apaixonado por tudo quanto se relaciona com gémeos fundou a Multiple Birth Foundation, a que estamos muito ligados. O livro é uma edição da Quarteto e está à venda nas livrarias. Esta é a primeira de um conjunto de obras que tentaremos pôr à disposição dos gémeos, dos pais e de outras pessoas interessadas nestas questões.

Já escrevi demais. Contactem-nos. Estamos ao vosso serviço.

 Maria Lopes Cardoso

Grupo Gémeos

R.Oliveira Monteiro, 92  5ºC

4050-438 PORTO

[anterior]

Outros artigos

Editorial

Uma noite no futuro - Numa noite de Novembro, casais da Direcção da APFN...

Fomos ao Porto - No passado dia 3/7/99, o Fernando Ribeiro e Castro...

Cultura das Famílias - Não, não se trata da "cultura da família"...

Noite de Natal - Pela estrada de terra batida, o Sr. Elegante acelerava o bólide, serra adentro...

Encontros temáticos - A  APFN vai organizar, no próximo ano...

Associação Grupo Gémeos - A Associação Grupo Gémeos foi formalmente criada...