APFN - Associação Portuguesa de Famílias Numerosas 

Comunicado

20% dos portugueses proibidos de votar

No dia 22 de Janeiro, 80% dos portugueses irão ser chamados a votar para elegerem o próximo Presidente da República.
Votar é, antes de mais, um acto de esperança no futuro, ao escolher aquele que, nos próximos cinco anos, será o mais alto magistrado da Nação, deixando para a História o julgamento do antecessor.
 
Por esse motivo, a APFN junta a sua voz a todos quantos estão empenhados para que ninguém fique em casa, e todos se mobilizem para cumprir o seu dever cívico, escolhendo o que, na sua soberana opinião, considerem o mais apto entre os que se candidataram.
 
Infelizmente, 20% dos portugueses ainda estão proibidos de votar, com a agravante de serem precisamente aqueles para quem a palavra "futuro" mais faz sentido: os menores de 18 anos!
 
Esta descriminação baseada na idade não faz qualquer sentido, uma vez que:
 
1 - São os que, em termos médios, mais interessados estão no futuro do país;
2 - São os que irão ser as vítimas da desastrosa política familiar que Portugal tem insistido em continuar a seguir nos últimos 30 anos, porque, sendo cada vez menos, estão sendo empurrados para terem que suportar a gigantesca população inactiva responsável por esta situação;
3 - É pura hipocrisia tantos se mostrarem preocupados pelas crianças e jovens e recusarem a conceder-lhes o direito de votar, continuando a tomar decisões que irão comprometer ainda mais o seu futuro.
 
A APFN apela às diversas forças políticas para que, aproveitando o período de estabilidade política que se aproxima com o fim deste longo ciclo eleitoral, acabem com a descriminação a que são sujeitos 20% dos portugueses, precisamente os cada vez mais raros jovens e crianças portugueses.
 
19 de Janeiro de 2006

APFN - Associação Portuguesa de Famílias Numerosas  

Rua 3A à Urbanização da Ameixoeira
Área 3, Lote 1, Loja A
1750-084 Lisboa

Tel: 217 552 603 - 917 219 197
Fax: 217 552 604
 

Para saber mais:

 
Se tem 3 ou mais filhos, concorda com os nossos Princípios e Estatutos e deseja ser sócio,  
 

[anterior]