Comunicado

Família e Procriação

O Primeiro-Ministro surpreendeu os portugueses ao declarar, no final do jantar de encerramento da sessão legislativa do grupo parlamentar do Partido Socialista, que é "de um partido onde era impossível um líder dizer que o principal objectivo da família é a procriação".

Apesar de esta afirmação ter sido proferida no final de um jantar com certeza animado e numa altura de evidente desgaste, explica a desastrada política de família que tem caracterizado esta legislatura, fazendo com que todos os indicadores do estado das famílias tenham continuado a deteriorar-se.

A APFN gostaria que o Primeiro-Ministro explicasse melhor aos portugueses o sentido do seu pensamento, isto é:
  • Se a procriação não é a principal função da família, então qual é a sua principal função?
  • Como é que o Primeiro-Ministro pensa combater o gigantesco défice de natalidade?  
  • Não sabe o Primeiro-Ministro que todas as civilizações desapareceram quando puseram em causa essa função fundamental e insubstituível das famílias?
  • Não sabe o Primeiro-Ministro que os graves problemas sociais do país derivam directamente da crescente degradação das famílias, com reflexo imediato nos jovens e crianças, demonstrando à saciedade que a família é a célula base da sociedade única e exclusivamente por isso?
A APFN espera que o Primeiro-Ministro acerte os seus conceitos sobre esta área fundamental para a sustentabilidade do país, de que tanto carece.
 
 
11 de Julho de 2008

 

APFN - Associação Portuguesa de Famílias Numerosas 

Rua 3A à Urbanização da Ameixoeira
Área 3, Lote 1, Loja A
1750-084 Lisboa

Tel: 217 552 603 - 917 219 197
Fax: 217 552 604 

Para saber mais:

 

Se tem 3 ou mais filhos, concorda com os nossos Princípios e Estatutos e deseja ser sócio,  já pode inscrever- se pela internet