Português | English
 Junte-se a nós no facebook Envie-nos um email
 
A ASSOCIAÇÃO
ASSOCIAR-SE
FAQ'S
CONTACTOS
LINKS
ÁREA DE SÓCIOS
ÁREA DE EMPRESAS
RECOMENDAR A APFN
BOLETIM
Desejo receber a Newsletter da APFN no meu endereço de email:
 

 

 


 

Plano + Família
Workshop sobre Orçamento Familiar/ Dicas de Poupança publicado a 09/11/2015

No passado sábado, dia 7 de Novembro, teve lugar na sede da APFN em Caselas um Workshop sobre Finanças Pessoais onde estiveram presentes 25 pessoas. Durante duas horas o formador, Rui Bairrada, explicou às famílias presentes que a poupança deve ser o primeiro gasto essencial, seguido do empréstimo de habitação e contas domésticas (eletricidade, água, etc). Alertou também para os desperdícios com telecomunicações, seguros, prestações automóveis e outras despesas automóveis (combustível, portagens, viagens), onde acabamos, algumas vezes, por pagar coisas que não usamos.

Uma das formas mais eficientes de poupança é renegociar: contratos, seguros, telecomunicações e bancos e cortar nas despesas supérfluas: como alimentação fora de casa, tabaco, etc.

Deste modo é importante estabelecer objetivos nos Orçamentos Familiares: estabelecendo metas de poupança, redefinindo prioridades, identificando padrões de consumo e de poupança, despesas passíveis de redução e sobretudo planear. Usar o orçamento familiar como ferramenta para reduzir as despesas e tomarmos consciência de quanto dinheiro gastamos realmente e em quê.

O Dr. Finanças deu dicas aos presentes sobre como baixar as prestações com créditos renegociando-os, alertando para o facto dos cartões de crédito serem uma das principais fontes de endividamento. Cada família portuguesa, em média, possui 7 créditos, muitas vezes sem se aperceber inteiramente da real dimensão da dívida em prestações do mesmo.

No fundo, com este workshop ficámos sensibilizados para a importância da Poupança para fazer face aos imprevistos e para equilibrar o Orçamento Familiar, contribuindo também para o bem-estar pessoal e familiar. É urgente mudar a mentalidade e moderar as despesas, gastando menos do que se ganha e fazendo da poupança uma prioridade, “pagando primeiro a si mesmo”.

 

 



Conheça aqui a nossa Política de Privacidade